Quais investimentos são isentos de IR?

Quais investimentos são isentos de IR?

No mundo dos investimentos, as deduções do imposto de renda são comuns. Por outro lado, é importante que nem todos os produtos de investimento estejam sujeitos a este imposto, e nem só a poupança tenha este benefício fiscal. Esses são pontos importantes a serem considerados na renda fixa.

Os investimentos não tributáveis, ou seja, os isentos de imposto de renda, são aqueles investimentos que não possuem despesa de imposto de renda, assim como a maioria das aplicações disponíveis para investidores no país. Tais isenções tendem a reduzir os custos de investimento e aumentar a rentabilidade, facilitando a busca por renda fixa.

No entanto, é importante ressaltar que a isenção de investir em RI não garante maiores retornos. Um exemplo claro é a conta poupança, um dos aplicativos mais famosos para os brasileiros, que também é isento de imposto de renda.

Embora não seja um investimento tributável, acredita-se que a poupança oferece retornos mais baixos, geralmente abaixo da taxa de inflação. Portanto, tenha em mente que a isenção de IR pode ser uma vantagem na hora de investir, mas não necessariamente garante um retorno melhor.

Vantagens dos investimentos isentos de IR

Este tipo de investimento isento de impostos destina-se a incentivar o investimento em determinadas áreas consideradas importantes para o desenvolvimento do país. A principal vantagem de escolher esses produtos é a isenção de impostos, o que melhora muito o retorno do investimento.

De acordo com a tabela de regressão para investimentos em renda fixa, essa vantagem pode ser aproveitada ainda mais para títulos de curto prazo, onde a grande maioria dos outros produtos tem rentabilidade de até 22,5% IR:

O investimento mais longo é de 180 dias, 22,5%;
20% para investimentos de 181 dias a 360 dias;
De 361 a 720 dias de investimento, 17,5%;
Acima de 720 dias, 15%.
Para investimentos com vencimento de até 180 dias, ou até 360 dias, os lucros excedentes são tributados na fonte à alíquota de 22,5% a 20%. Diante desses prazos mais curtos, podemos comparar com investimentos isentos de IR para ver se realmente vale a pena escolher um produto isento.

Continua após a publicidade..

O que é um investimento isento de IR?

Conforme mencionado no tópico acima, a isenção do IR se deve ao fato de aumentar recursos em áreas consideradas essenciais ao desenvolvimento do país. Consulte os tipos de aplicação para esses investimentos abaixo:

Letra de Crédito Imobiliário (LCI): A LCI é um dos títulos de renda fixa mais atrativos. Ao promover o setor imobiliário, ele colhe os benefícios de ser um dos investimentos isentos de IR. É um título emitido por um banco e está protegido por um fundo garantidor de crédito de até R$ 250.000.
Carta de Crédito do Agronegócio (LCA): A diferença entre uma LCA e uma LCI é a destinação do capital; diferentemente dos imóveis em uma LCI, esse produto financia o agronegócio. Tem a mesma garantia do LCI, ou seja, o FGC é de 250.000 reais.
Certificado de Contas a Receber do Agronegócio (CRA): Assim como a LCA, o CRA é para o agronegócio. Diferente da LCA, nesse caso o investidor empresta o dinheiro para a empresa e não para o banco, então a principal segurança é a saúde da empresa em que você está investindo, a exposição ao risco tende a ser maior, e como isso costuma ser mais Renda Fixa títulos são mais rentáveis.
Certificado de Contas a Receber de Imóveis (CRI): Utilizado no setor imobiliário e também possui isenção de IR do governo.
Tanto os CRIs quanto os CRAs são investimentos de longo prazo e, portanto, menos líquidos. Você deve sempre verificar seu perfil de investidor e se o produto se adequa aos seus objetivos e necessidades.

Título de incentivo

Os títulos de incentivo também são investimentos isentos de impostos. Nesse modelo, podemos considerar projetos nas áreas de transporte e logística, mobilidade urbana, mineração e energia, aviação, telecomunicações, gás natural, saneamento básico, etc. Portanto, como projetos de infraestrutura, estão isentos de impostos.

Os títulos de incentivo são uma excelente opção de longo prazo para quem busca diversificar seu portfólio e obter um fluxo de renda regular sem pagar imposto de renda.

No entanto, os títulos não são protegidos pelo FGC, por isso é necessário analisar cuidadosamente o rating (risco de crédito) do título e do emissor. Além disso, são títulos de prazo mais longo, acima de 12 meses. Estes são os 5 principais investimentos em renda fixa que estão isentos de imposto de renda.

Um título não é protegido pelo FGC por ser de renda fixa, nesse caso, analise o título para ver se ele se enquadra nos seus objetivos e perfil do investidor. Apesar desses investimentos isentos de IR, o investidor deve investir no que conhece para minimizar riscos e evitar surpresas.

Deixou para a última hora, tem dúvidas de como fazer a sua declaração de IR? Preencha o formulário abaixo e uma de nossas empresas parceiras lhe mostrará como investir.

Fontes: ihublounge.com.br

Bussola ADM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *